Passar para o conteúdo principal

Livros com sabor - "O Diabo na Cozinha"

 

Livros com sabor - "O diabo na cozinha"

Já pensou o que é ter um diabo na cozinha? Nem queira pensar! O melhor mesmo é ler a autobiografia de Marco Pierre White, o aplaudido chef e rock star britânico, preferido de estrelas e aristocratas que recebeu três estrelas Michelin e devolveu-as. Este livro com sabor é daqueles bem fortes com carácter apuradíssimo.

Em O Diabo na Cozinha (Quetzal, 2017), Marco Pierre White conduz-nos numa alucinante viagem. O seu temperamento na cozinha é pior que uma malagueta comida à dentada. Funcionários irritantes eram atirados para o caixote do lixo, e clientes postos na rua num abrir e fechar de olhos. O livro pode-se resumir a estas palavras: sexo, dor, loucura e a arte de um grande chef de cozinha. 

Considerado um dos mais rudes chefs londrinos também encantou e continua a inspirar muita boa gente. Afinal ele foi o mais jovem do mundo a ser galardoado com três estrelas Michelin. Neste livro Marco inicia o seu relato com um momento determinante, a morte da mãe quando ele tinha apenas 6 anos (acontecimento que moldou o seu feitio explosivo). É de forma comovente que nos conta como a sua vida foi um turbilhão até chegar ao topo. De restaurante em restaurante (todos eles conceituados) revela-nos a pressão e o trabalho árduo que o conduziram às luzes da ribalta. Verdadeiras histórias de bastidores vividas em algumas das melhores cozinhas do mundo. O drama, a coação, as travessuras e as lutas, que o levaram quase à loucura. Revela-nos as diferenças entre os restaurantes americanos e ingleses. Acompanhamos a sua descoberta e paixão pela América. Marco tinha uma disciplina de ferro que ajudava na criação de ódios de estimação, mas também amizades para a vida.

Marco Pierre White, abandonou a cozinha em 1999. No final do livro este senhor que transformou a cozinha em qualquer coisa sexy faz um resumo da sua vida através de receitas que fazem brilharete em qualquer jantar de família ou de amigos.

Marco Pierre White nasceu em Leeds, em 1961. É filho de mãe italiana e pai inglês. É provável que tenha ido buscar o talento para a cozinha ao pai e o avô que eram chefs de cozinha. Marco começou a sua aprendizagem com 16 anos. No final dos anos 80 abriu o seu primeiro restaurante – o Harveys – e, logo depois, ganhou a sua primeira estrela Michelin. Em 1988,recebeu a segunda, e aos 33 anos a terceira. Em 1999, resolveu reformar-se e devolveu as três estrelas. White formou vários chefes, entre eles, Gordon Ramsay (também ele dono de um feitio explosivo...). Marco é hoje uma presença regular nos mais importantes programas de Masterchef. 

Pela cozinha do Cascais Food Lab recebemos um chef português fã deste enfant terrible da gastronomia. Afonso Blazquez atreveu-se a cozinhar a Tarte de Limão do Harveys (receita incluída no livro O Diabo na Cozinha). Se quiser experimentar aceda aqui e seja, também você um diabo talentoso na cozinha.