Passar para o conteúdo principal

Vinho de Carcavelos

Vinho de Carcavelos

vinho de carcavelos

\Rota dos vinhos

O Vinho de Carcavelos, vinho licoroso de tradicional produção nesta região, destaca-se por ser um produto vinícola de excelência.

O clima mediterrânico temperado, sem grandes oscilações de temperatura devido à proximidade do mar, permite que Carcavelos produza este vinho licoroso de qualidade e tradição, com direito a menção específica de "Vinho Generoso".

De renome internacional e de tradição secular, a antiguidade deste precioso néctar encontra-se comprovada num Alvará de 1772, depositado no Arquivo Nacional da Torre do Tombo, que protegia a viticultura de Carcavelos, e a sua qualidade é reconhecida e confirmada pela Carta de Lei de 18 de Setembro de 1908.

A produção deste vinho foi durante séculos a atividade económica mais importante na Freguesia de Carcavelos, cuja fama perde-se no tempo. O Marquês de Pombal, que o produzia na sua quinta de Oeiras apreciava-o de tal maneira que D. José I presenteou a corte de Pequim, em 1752, com este nectar.

Embora as tecnologias aplicadas tenham mudado com os tempos, a essência deste vinho ter-se-á mantido imaculada até aos dias de hoje, com a sua produção dentro do território dos municípios de Cascais e de Oeiras, naquela que é a mais pequena região vinícola de Portugal.

Este néctar além de ser servido como aperitivo ou a acompanhar um "docinho”, pode ainda ser incluído em algumas receitas, das sobremesas às carnes, demonstrando assim a sua versatilidade e sabor único.

O “Carcavelos” é constituído pelas seguintes castas: Arinto, Galego Dourado e Ratinho, e apresenta uma cor de mel. É fortificado em grande parte com a famosa aguardente da Lourinhã. Evidencia altíssimos padrões de qualidade, e integra com o “Porto”, o “Madeira” e o “Moscatel de Setúbal”, o restrito grupo dos vinhos generosos portugueses.

Este vinho licoroso, delicado, aveludado, apresenta um certo aroma amendoado, adquirindo um perfume acentuado e característico com o envelhecimento, sendo por isso obrigatório um estágio mínimo de dois anos em vasilhame de madeira e de seis meses em garrafa, a contar da data da sua elaboração.

 

Mosteiro de Santa Maria do Mar vai produzir Vinho de Carcavelos

O Mosteiro de Santa Maria do Mar, em Sassoeiros, Carcavelos foi adquirido pelo município em 2017. A vinha  do Mosteiro será o novo local de produção do tradicional Vinho de Carcavelos.

Após uma paragem na sua produção, o concelho relançou esta tradição através do projeto das vinhas comunitárias, em novembro de 2016, mas apenas para usufruto dos próprios viticultores e para o universo interno da autarquia.

No entanto, em 2019, neste Mosteiro foram replantadas vinhas em 2,7 hectares e de 3 castas (Arinto, Galego Dourado e Boal Ratinho), com o objetivo de relançar a venda ao público do Vinho de Carcavelos, tornar a produção mais profissional e recuperar o património.

A replantação destas vinhas faz prever que a primeira vindima se dê em setembro de 2021 e, embora seja difícil precisar o resultado quantitativo da primeira produção, estima-se que irão para venda entre 20 a 25 mil garrafas deste histórico vinho.


Confraria

No dia 28 de Novembro de 2009, viriam a entronizar-se os primeiros Confrades, denominados Confrades Fundadores, numa cerimónia realizada em Oeiras, sendo a confraria constituída a 15 de Abril de 2009, de modo a garantir a preservação, produção e divulgação nos mercados nacional e internacional, deste vinho. A criação desta confraria partiu de uma iniciativa do Município de Oeiras, à qual Cascais se associou, numa união de esforços em torno de um objetivo comum: a recuperação de um produto vinícola nobre e raro, salvando-o da quase extinção a que durante anos ficou votado.

Este vinho generoso é produzido apenas na Região Demarcada de Carcavelos . São considerados na categoria dos vinhos VLQPRD (Vinhos licorosos de qualidade produzidos em regiões determinadas) com denominação de origem controlada "DOC". Também chamados vinhos generosos, os vinhos licorosos tradicionalmente produzidos nas Regiões Demarcadas do Douro, Carcavelos, Moscatel de Setúbal e Madeira, são respetivamente: Vinho do Porto; Vinho de Carcavelos; Vinho Moscatel de Setúbal e Vinho da Madeira.

Pode encontrar mais informação no site da confraria: http://confrariadovinhodecarcavelos.pt/