Passar para o conteúdo principal

Livros com Sabor - "A Flor do Sal"

Livros com Sabor - A Flor do Sal

Já ouviu falar de um pescador de Cascais, que foi baleeiro e piloto de uma expedição que procurava encontrar a Índia a Ocidente e que, por um acaso, chegou às costas das Américas, doze anos antes de Colombo? Chamava-se Afonso Sanches e se leu A Flor do Sal de Rosa Lobato de Faria, sabe perfeitamente de quem estamos a falar.

Este livro não é sobre comida. É sobre duas grandes aventuras. A de Afonso Sanches e a da escritora Guiomar. Por um lado temos a narrativa do navegador português, que teria chegado à América doze anos antes de Cristóvão Colombo, mas que, por ordem do rei D. João II, teve de ocultar essa proeza por estar em curso a discussão sobre a supremacia dos mares (que terminaria com a elaboração do Tratado de Tordesilhas, dividindo as terras recém-descobertas do Novo Mundo entre o reino de Portugal e a Coroa de Castela). Por outro lado, quinhentos anos depois, temos a narrativa de Guiomar, uma escritora que aproveita este facto histórico para elaborar a sua própria ficção. Todas as noites o espírito de Afonso Sanches materializa-se para Guiomar, com o intuito de lhe contar a sua história, abafada pelo rei, e poder ver o seu nome reconhecido.

A verdade é que quisemos partilhar este livro consigo porque de alguma forma nos sentimos ligados a este nosso conterrâneo que depois da faina regressava a casa, tomava caldo e comia peixe frito em bom azeite pingado no pão.


… numa aurora subirei num veleiro com um punhado de homens como vós, que não temem raio nem assombração. Homens que no Dia do Juízo queiram pousar os olhos nos olhos de S. Pedro e dizer de cara alevantada, aqui estou eu que não quis outra glória ou louvor que o descobrir mundos que Deus criou para que os achassem. Por isso nos deu estes olhos de ver infinito mar e nos pôs no entendimento a certeza de que ele tem um fim e no coração esta saudade ao contrário, que é a saudade do que ainda não sabemos, do que ainda não vimos, do que ainda não amámos. E isto vos diz Afonso Sanches, pescador de Cascais, praia de Portugal, no ano da graça de 1463.


A Flor do Sal foi publicado em 2005. É um romance sobre os mistérios da criatividade, do amor e da morte e revelou a maturidade literária de Rosa Lobato de Faria. Se ainda não leu este romance, aproveite para o fazer neste verão que se aproxima. Recomendamos que entre leituras experimente cozinhar linguados fritos à Cascais… temos a certeza que sentirá a proximidade do mar e a paixão que moveu o nosso pescador Afonso Sanches.

Se visitar a nossa vila sugerimos um passeio pela Rua Afonso Sanches. O nosso navegante foi, assim, homenageado pela Câmara Municipal de Cascais. O arruamento tem início na Praça 5 de Outubro e termina na Rua Manuel Joaquim de Avelar.